Chá de saquinho x Chá a granel: conveniência ou qualidade

Chá de saquinho x Chá a granel: conveniência ou qualidade

Será que o chá que estamos consumindo tem mesmo os efeitos desejados no nosso organismo? Como podemos aproveitar ao máximo as propriedades das ervas ao fazer um chá?


Os práticos saquinhos de chá...

O que mais encontramos hoje nos supermercados são os chás de saquinho, organizados em caixas, de maneira que você precise apenas retirar dela a porção unitária e depois deixar de molho na água quente, abafando a mistura por alguns minutos.

Sabemos que a comodidade nem sempre é aliada da qualidade, assim como vemos nos produtos industrializados com diversos conservantes e sódio, semi prontos para o consumo, os chás de saquinho não poderiam ser muito diferentes disso.

Na produção desse tipo de chá, usa-se normalmente o métoco CTC. Esse método consiste em esmagar e rasgar folhas frescas e inteiras em maior quantidade possível para obter de forma rápida um chá de sabor consistente.

Qual o problema desse processamento todo? Nesse processo que demora apenas 2 horas, as ervas perdem boa parte dos ou todos os seus óleos essenciais e seu aroma.

O aspecto das ervas é geralmente escuro e algumas vezes podem inclusive conter pedaços de polipropileno, o que impossibilita que ele seja totalmente biodegradável.

A exposição da superfície das folhas moídas é alta, por isso elas se conservam frescas por menos tempo, o que significa a perda de propriedades. Assim que a folha entra em contato com o ar fora da caixa, perde seu frescor e quando limitamos o movimento das folhas no saquinho, diminui a eficiência do chá.


Chá a granel é amor!

O chá a granel pode até dar um pouquinho mais de trabalho, mas sua desidratação é artesanal, o que chamamos normalmente de processamento ortodoxo, onde a colheita, murchamento, rolagem e oxidação são feitos de maneira que garanta que as propriedades e sabor sejam retirados da melhor forma das folhas, mantendo seus óleos essenciais e aroma.

Como as folhas são maiores, se mantém frescas por mais tempo e quando colocadas na água quente, liberam lentamente o sabor, o que lhes garante o uso prolongado, ou seja, para outra xícara.

Nossos chás são bem soltinhos, pois obedecem esse processo que respeita a natureza e quando a água entra em contato com a erva, ela expande, liberando suas propriedades maravilhosas e seu aroma sem igual. Observe sempre a colocação das ervas, para saber o quão frescas estão.

As folhas podem ser colocar na água quente tanto diretamente, precisando coar depois, como utilizando um infusor com uma tela fina, o qual permite que você reutilize e despeje a erva na sua composteira depois, já que elas são totalmente biodegradáveis.

Esse processo proporciona todo um ritual, que acaba tornando-se um costume. Cada etapa tem seu valor: a água esquentando, a imersão do chá, o fechamento da xícara com um pequeno pratinho e depois quando retiramos a tampa, aquele aroma delicioso, que antecede a degustação do chá.

O inverno está chegando! Vai um cházinho aí?

Conheça também nossa xícara com infusor embutido e nossos infusores, e torne mais prático ainda o preparo do chá a granel.

 


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos