Frete gratis em compras acima de R220 :)

Os segredos dos óleos essenciais e seu subproduto: o Hidrolato

Os óleos essenciais são empregados há milhares de anos como tratamento para melhorar a saúde o bem-estar. Na última década, diria até nos últimos 5 anos, o aumento da procura por tratamentos holísticos levou ao renascimento do seu uso aplicado em práticas da aromaterapia e no feitio artesanal de cosméticos naturais. 

aromaterapia com óleos essenciais

Por que as plantas produzem óleos essenciais?

Os óleos essenciais são produtos da extração vegetal de folhas, flores, raízes e em muitos outros universos. São voláteis na água, aromáticos e solúveis em óleo. São misturas de terno, álcool de terpeno, aldeído, cetona, éster, fenol e alcool. Ao contrário de um óleo gorduroso, como o óleo de amendoim, de coco ou de oliva, eles evaporam rapidamente. 

Podemos encontrá-lo em todo o reino da natureza: da semente à raiz. Até em microrganismos (bactérias ), algas, fungos e líquens. Em todas as plantas verdes terrestres há óleo essencial. No entanto, algumas vezes, a planta tem tão pouca quantidade que é impossível extraí-lo. Ainda assim muitos organismos parecem ser capazes de cheirá-los ou senti-los, especialmente os insetos mais sensíveis.

Eles estão presentes pois tem diversas funções, como:

* Excretar substâncias tóxicas da planta;

* Proteção contra infestação de doenças, como fungos e bactérias e insetos;

* Para comportamento social das plantas, como "ecto-hormônios" - formação de flores ou estímulos para a maturação dos frutos pelo etileno;

* Ativar o seu próprio metabolismo

polinização abelha

[ Exemplo de uma das funções os óleos: atração sexual em animais, abelhas para polinizar plantas ]

O uso consciente dos óleos em benefício a saúde humana:

O biólogo alemão Dietrich Gumbel, autor do livro Fundamentos da Terapia Holística com óleos Essenciais reproduz pelo desenho abaixo uma analogia excelente dos óleos com as funções do corpo humano:

A conclusão que ele faz é que há uma relação de efeito direto metabólico entre as três partes do corpo com as três partes da planta ( flor, brotos e raiz). Não somente é possível estabelecer umma terapia aplicável e com propósito usando óleos essenciais  de acordo com o local de seu desenvolvimento ( flor, folha e raiz), para as camadas da pele para melhorar seu funcionamento, como também há a oportunidade de criar uma forma de medicação que compreenda o seu humano em sua completude.

Processo de extração dos óleos essenciais:

No desenho abaixo mostra basicamente como é o processo de destilação tradicional:

Sob a funde de calor uma imensa quantidade de planta é colocada no recipiente. Em seguida esse vapor é passado por uma "serpentina" resfriada para ocorrer a condensação.

No último recipiente há duas saídas: Os óleos essenciais e os hidrolatos. A concentração média de óleo essencial é de aproximadamente 0,3% da massa total das plantas frescas colhidas, ou seja, é necessário uma enorme quantidade de insumo vegetal para obter o óleo. Justifica-se portanto o valor "alto" de alguns ml's desse produto em prateleiras de lojas naturais. 

[ Alguns exemplos de pequenas máquinas de extração de óleos essenciais ] 

 

Os hidrolatos e seus poderes:

Suzanne Catty, autora do livro “Hydrosols: The Next Aromatherapy” define que os Hidrolatos são a água condensada coproduzida durante a destilação a vapor ou hidro destilação de material vegetal para fins aromaterapêuticos. Seu valor terapêutico tem sido considerado a cada nova pesquisa no universo da Aromaterapia.

Um Hidrolato é obrigatoriamente resultado do processo de destilação. Ele incorpora em sua composição as moléculas voláteis e não voláteis que são tão importantes quanto as dos óleos, afinal saem da mesma planta. Importante sinalizar que não podemos adicionar nenhuma outra substância(álcool ou preservantes), para ser verdadeiro o Hidrolato deve ser 100% puro.

Na foto baixo é possível ver com mais nitidez. O óleo é a camada de cima, mais densa com odor mais intenso. A camada de baixo, mais turva é o hidrolato, que pode ser aplicado diretamente no corpo e contém também óleos essenciais, porém em menor dosagem. Seu odor é mais leve, mas ainda sim delicioso:

Percebem a quantidade desigual desse resultado? Muitos produtores jogam fora esta "água", pois destilam as plantas apenas para obter o óleo, requisitado no mercado. Isso é resultado de poucas pesquisas e falta de interesse de profissionais da beleza e medicina para explorar seu potencial, e consequentemente, mostrar aos consumidores. A água termal tomou um enorme destaque nos últimos anos pois oferece inúmeros benefícios para a pele. Porém os hidrolatos podem substituir (e muito bem) as águas termais.

O hidrolato tem origem a partir de uma substância de origem vegetal e possui em sua composição propriedades tanto curativas quanto terapêuticas. Eles também possuem propriedades anti-oleosidade, além de serem consideravelmente mais acessíveis quando comparados ao custo-benefício das águas termais. 

"Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma":

Seguindo o pensador Antoine Lavoisier: Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Que tal se inspirar nessa frase e utilizar os hidrolatos além da moda dos óleos essenciais? Dessa forma você aproveita seus benefícios na sua pele para algo novo e usufrui de todo o processo de extração da planta, fortalecendo os produtores no campo.

Na Chá Dao temos três hidrolatos, que chamamos de tônicos faciais. Basta clicar no link e conhecer os poderes de cada um. Ele é o típico cosmético fácil de aplicar, pois basta borrifar no rosto e/ou cabelo e secar naturalmente.

 tea tree hidrolato de melaleuca

 

 

 

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados